Trilha das 7 Praias (Lagoinha – Fortaleza)

Optando por iniciar a Trilha das 7 Praias pela Praia da Lagoinha, esta começa dentro do condomínio, atravessando o Rio da Lagoinha no canto esquerdo da praia, um mangue com águas rasas, repleto de caranguejos azuis.

Trilha das 7 Praias Ubatuba

O caminho contempla a passagem por 7 praias além da Lagoinha como ponto de partida: Oeste, Peres, Bonete, Praia Grande do Bonete, Cedro do Sul, Praia do Deserto e da Fortaleza.

É interessante ir com dois carros, deixando um na Praia Fortaleza, onde termina o percurso, e seguir com outro carro até a Praia da Lagoinha. Se não for possível dispor de dois veículos, vale a pena negociar uma embarcação com algum caiçara no final e assim retornar até a Praia da Lagoinha. Leve uma mochila com água, lanches rápidos, protetor solar, equipamentos de snorkeling e repelente.

Praia do Oeste - Trilha das 7 Praias

Encravado em um braço de Mata Atlântica, a Trilha das 7 Praias, revela além das 7 praias maravilhosas, algumas pequenas praias, que às vezes desaparecem com o maré alta, mirantes, bicas d`agua e contato intenso com a natureza intocável. A região ainda abriga uma comunidade de hospitaleiros pescadores e restaurantes que servem pratos típicos, preparados com frutos do mar, colhidos na fazenda marinha do local.

Trilha das 7 Praias - Mapa

O caminho até as primeiras praias, a do Oeste, Peres e Bonete, é plano sem muita dificuldade, com visão para a Ilha do Mar Virado, levando aproximadamente 40 minutos até a Praia do Bonete. Alguns quiosques no caminho, pontos de água e na Praia do Bonete um barzinho. Seguindo até o final da Praia do Bonete inicia-se a trilha para a Praia Grande do Bonete, local onde vários artesãos produzem um material rico em tradição dos antigos povos indígenas, habitantes do passado. Um dos pontos altos dessa praia é a sensação de proximidade com a Ilha do Mar Virado, um sítio arqueológico onde foram descobertos vestígios de uma civilização, com mais de 2000 anos de existência.

Praia do Perez - Trilha das 7 Praias

A Praia Grande do Bonete é extensa, com areias claras e muito fofa, no final da mesma temos a opção de seguir para a Praia da Fortaleza diretamente via uma trilha de alta dificuldade, pois é uma subida e descida “puxada” de morro, ou seguindo a trilha das 7 praias, tomamos outra trilha para as Praias do Deserto e Cedro e finalizamos também na Praia da Fortaleza.

Bonete - Trilha da 7 Praias

Para seguir para as Praias do Deserto e Cedro, atravessa-se um riozinho, e beirando um muro, temos a indicação da continuação da trilha que já começa em subida, uma trilha rápida (cerca de 30 minutos), íngreme, com um visual do mar no topo da mesma compensador. As Praias do Deserto e do Cedro são separadas apenas por uma formação rochosa, e está disponível ponto de água e chuveiros com água da serra.

Para seguir para a Praia da Fortaleza, a partir do canto esquerdo do Cedro, a continuação da trilha inicia-se ao lado de um rústico quiosque. Um ponto de destaque que se avista nesta parte do percurso, é o Pontão da Fortaleza, um braço de mar, com pedras e rochas, um lugar famoso por reunir praticantes de “Boulder“. Um pouco antes de acessar a Praia da Fortaleza, um ponto ideal para mergulho, e esta fase da caminhada é feita em aproximadamente 45 minutos de caminhada.

Praia do Cedro - Trilha das 7 Praias - Ubatuba

O percurso total, da Trilha das 7 Praias, sentido Lagoinha – Fortaleza, pode ser feito em 2,5 horas de forma ininterrupta, mas isso dificilmente acontece, pois é difícil evitar uma parada, em algum mirante ou uma das praias do caminho para uma merecida curtição.

Importante:
Para realizar trilhas, siga algumas regras básicas: Preserve a natureza, não jogue lixo na trilha, não maltrate os animais, não entre em propriedades particulares, recolha seu lixo e dê o destino certo para ele, deixe apenas pegadas, evite fazer barulho, desfrute dos sons da natureza, cuidado para não causar incêndios na floresta, planeje bem sua caminhada e informe a alguém sobre seu passeio, proteja-se do sol, mosquitos, borrachudos e mantenha-se sempre na trilha.

Se a caminhada for extensa é indispensável alguns acessórios como um calçado confortável, calça comprida leve e macia, camiseta de manga comprida por conta do capim navalha, boné, mochila impermeável com repelente, protetor solar, máquina fotográfica, muda de roupa seca, capa de chuva, agasalho, apito, toalha, lanterna, além do lanche, água e barrinha de cereal por exemplo. Preste atenção as passadas, e desníveis causados por erosões, devido às chuvas, e a utilização de um “cajado” ajuda bastante a diminuir os impactos.

Também esteja alerta para a presença de cobras peçonhentas que são muito comuns na região da Mata Atlântica, as mais comuns são a jararaca, coral, jararacuçú e urutú-cruzeiro, e costumam ficar no meio da trilha e especialmente em lugares que bate sol.

Fazer trilhas acompanhado de um Guia Credenciado, é uma boa recomendação para garantir mais segurança e também aproveitar para conhecer a história do local.

Lembre-se: da natureza nada se tira, além de fotos e nada se leva, além de boas lembranças!!!