Praia do Tenório

A Praia do Tenório está localizada entre a Praia Grande e a Praia Vermelhinha, e seu acesso é relativamente fácil sendo necessário deixar o veículo na rua, e pagar a taxa de zona azul.

Praia do Tenório

Com cerca de 500 metros de extensão, em plena zona urbana, próximo ao Centro de Ubatuba, o Tenório é uma praia movimentada, arborizada, com quiosques, areia fina e branca e mar com ondas constantes.  A praia é perigosa em alguns pontos, particularmente em seu canto direito, preocupando os guarda-vidas, que orientam constantemente os banhistas da presença de correntezas, além de algumas placas de sinalização no local.

Tenório

Com a maré baixa, as pedras que se encontram nas extremidades da praia, ficam aparente, proporcionando um belo visual. Caminhando com muito cuidado pela costeira em seu lado direito, temos um belo visual da Praia do Tenório, assim como da Ilha Anchieta. É uma praia de alta frequência, e própria para o surfing.

Tenório

Arqueologia
A importância arqueológica de Ubatuba começou a ser desvendada em 1962, quando na construção de um condomínio na Praia do Tenório, foi descoberto um sítio arqueológico com idade estimada de 2 mil anos. Neste registro arqueológico diversas ossadas foram encontradas, provando a presença pré-histórica de habitantes em Ubatuba, provavelmente a existência dos índios Tupinambás desde a época de Cristo.

História
Por volta de do ano 1.700, a Vila de Santa Cruz de Salvador de Ubatuba (nome antigo desta cidade), esta praia abrigava o sítio da família do senhor Manoel de Oliveira Thenório, descendente de colonizadores.
O Sr. Thenório foi um pioneiro, e apesar do grande respeito que tinha na região, foi assassinado por seu afilhado, Zé do Porfino, e após este fato, a família vendeu a propriedade. Em homenagem a sua memória, a praia foi batizada com seu sobrenome: Thenório.

Muitos anos depois, quando a Vila de Santa Cruz, já tinha sido reconhecida como Comarca de Ubatuba, esta propriedade veio a pertencer ao Sr. Vladimir Toledo Pizza, que construiu um alambique e fabricava a pinga de nome Iperoig. Chegando de carroças e charretes, os visitantes do “Sítio Alambique”, sempre em companhia do Sr. Pizza, “matavam o  bicho” (expressão caiçara que quer dizer, “tomavam pinga”).

Lenda
Os mistérios esotéricos também rondam a Praia do Tenório. No inverno, quando a parte de cima de várias pedras que estão dentro do mar, ficam aparentes no lado direito da praia, dizem que este fenômeno acontece, quando a “bruxa Brisa”, a mesma da “lenda do Monge Amaldiçoado”, moradora de uma das pedras da costeira sente frio. É que seu tremor, provoca uma ventania fortíssima, afastando as areias da praia. Dizem também que os dias de mar bravo, naturalmente mais forte no lado direito, devem-se ao mau humor de Brisa.