Praia do Saco das Bananas

A Praia do Saco das Bananas, está localizada numa encosta em forma de ferradura, na região sul de Ubatuba, e seu acesso terrestre é pela Trilha do Saco das Bananas. A praia tem apenas 55 metros, areias amareladas, águas cristalinas, com algumas pedras enormes enterradas em sua areia, e é cercada pela Mata Atlântica, É ideal para a prática da pesca e esportes náuticos, sendo praticamente deserta a maior parte do tempo, e olhando para o mar, no lado direito, têm-se uma bela vista da Praia do Simão.

Praia Saco das Bananas - Foto Ezequiel dos Santos

O acesso mais próximo até a Praia Saco das Bananas, por trilha é saindo do canto direito da Praia da Caçandoca, onde podemos deixar um veiculo, e iniciar a trilha subindo pela costeira, com auxilio de uma corda. Em poucos minutos de caminhada, passamos pela Praia da Caçandoquinha, e o acesso para Praia da Raposa, entramos na Mata Atlântica e em cerca de 1:15 minutos chegamos até o destino. A trilha é histórica com beleza selvagem e ruínas da época da escravidão, e notamos com frequência a presença da Comunidade Quilombola.

Praia do Saco das Bananas

Um pouco acima da praia, entre a trilha e o mar, temos as ruínas de uma escola, que foi construída em 1973 em área da prefeitura, e que atendia cerca de 28 crianças. Os professores vinham de barco e ficavam a semana inteira no local, porém em 1993 a escola foi fechada por falta de aluno.

No canto esquerdo da praia se avista, por entre as pedras, na costeira, uma bica de água doce, cristalina, e também uma enorme laje, onde os antigos moradores colocavam os cachos de bananas para amadurecer ao tempo, seguro das ondas e próximo dos barcos que fariam o carregamento futuro.

Ao desbravar a exuberante trilha, percebemos em um determinado ponto, que ela foi uma estrada construída de pedra que ligava as fazendas, facilitando o transporte de mercadorias cultivadas no roçado como: cana, mandioca, banana e tantas outras especiarias. Na trilha, o silêncio da voz humana é substituído pelo canto dos pássaros, pelo som dos animais. No caminho folhas e raízes para a cura de vários males, na praia impossível não deitar-se sobre suas águas cristalinas, local ideal para descansar o corpo e a alma.

Praia Saco das Bananas

História
A Praia do Saco das Bananas, guarda muita história, e mistério de sofrimento do período escravocrata e da especulação imobiliária. Segundo relato do quilombola Domingos Crispim: “moravam lá o Januário, Benedito e Benedicto Antunes, Sinfronio, Manuel, Luiz Madalena, João Lopez, Gregório, Anastácia Crispim, Teófilo, Estanislau, Araújo, João Araújo, Constantino, Adelino, Paulo, Virgino, Benedito do Morro, Luiz Januário, Benedito Antonio, Ermínia e Luiz Antunes, pelos menos são os que ele lembra. Os moradores viviam exclusivamente da pesca, da roça, da caça e do artesanato.”
 
Não se sabe ao certo quem ficou com que área, mas o monopólio construído por José Antunes de Sá em 1858, ficou aparentemente dividido da seguinte forma: Marcolino, ficou com Caçandoca, Izídio com o Saco da Raposa e Sinfronio com o Saco das Bananas. Izidio era o que mais defendia os direitos dos escravos, pois era casado com uma escrava, parteira da região, e decretou que o negro que trabalhasse em suas terras teria direito a pedaço dela. Da mistura entre os donos de fazenda e os escravos, originaram-se as famílias que espalharam-se por todo remanescente quilombola.

Praia do Saco das Bananas

O local merece toda a atenção, pois tanto do morro quanto da praia parece que olhamos um quadro emoldurado pelas roças e florestas, com um som ambiente relaxante da natureza preservada. Imaginem a noite sobre a luz do luar, os sons, os sabores, o vento no rosto. Realmente o paraíso tem nome e endereço, chama-se Saco das Bananas e está na região sul de Ubatuba.

Fonte de Informações: